Consulado Geral da República Tcheca em São Paulo

português  česky 

Pesquisa avançada
Recomendar o artigo Imprimir Decrease font size Increase font size

Abertura solene da exposição "Václav Havel e seu país. A magia do Cristal da Boêmia"

(This article expired 02.11.2013.)

Por ocasião da Data Nacional ocorreu dia 30 de outubro em São Paulo a abertura solene de duas exposições mutuamente ligadas na Casa das Rosas, edifício histórico situado na avenida principal de São Paulo, na Av. Paulista 37. A exposição de cristal deu continuidade ao seminário e às negociações de dois dias, organizados pela Agência de Promoção Comercial CzechTrade, abrangendo a missão empresarial de empresas tchecas no hotel Intercontinental.

A primeira parte da exposição é dedicada à vida e obra de Václav Havel. A personalidade de Václav Havel é apresentada em duas salas de exposição: Havel como escritor e poeta e Havel como político.

À esta exposição segue uma exposição do cristal tcheco contemporâneo. A ponte entre as duas exposições é a mostra das obras do designer renomado mundialmente Bořek Šípek, amigo pessoal de Václav Havel. Outros exibitores são os produtores de cristal tcheco: Šípek Team, Ajeto, preciosa Group, Lasvit, Crystalex, Caesar Crystal Bohemiae, Glasspoint e NB Art. A exposição de cristal tcheco dá seguimento ao seminário e negociações comerciais de dois dias, realizadas pelos mestres de cristal tcheco no hotel Intercontinental.

A abertura oficial da exposição serviu também como celebração da Data Nacional. No evento foram presentes também os representantes da Prefeitura, Corpo Consular, compatriotas e residentes tchecos e representantes dos meios culturais brasileiros. Dado à localização estratégica da casa das Rosas no meio do centro comercial-financeiro de São Paulo, o evento social teve uma alta participação.

A exposição, organizada em cooperação entre o Consulado Geral e a Agência de Promoção Comercial CzechTrade, durará até 18 de novembro de 2012.

O Consulado Geral agradece à Biblioteca de Václav Havel (Knihovna Václava Havla) pelo empréstimo das fotografias e obras de Václav Havel. A exposição de cristal tcheco foi financiada dos meios financeiros do Ministério das Relações Estrangeiras para apoiar a diplomacia econômica e dos fundos da Agência de Promoção Comercial CzechTrade.