português  česky 

Pesquisa avançada
Recomendar o artigo Imprimir Decrease font size Increase font size

Personalidades tchecas

Jan Amos Komenský, Comenuis (* 1592 – † 1670)

Pedagogo, filósofo, teólogo, sacerdote, escritor, reformador do ensino e da educação. Os seus pensamentos progressistas no ensino e na educação são modernos até o presente. Deu ênfase a naturalidade e respeito no desenvolvimento natural da criança. Educação sem métodos violentos elaborou um sistema completo de ensino escolar a chamada Grande Didática. As suas obras Orbis pictus, O Portão de Idiomas, aberto ou o Labirinto Mundial e o Paraíso do Coração são editadas ate hoje.


Ema Destinnová (* 1878 – † 1930)

Cantora de ópera por nome próprio Emilie Pavlína Kittlova

O pseudônimo foi escolhido com base no nome da sua professora de canto. Em 1904 – 1921 atuou entre outros no Covent Garden em Londres ou na Ópera Metropolitana em Nova Iorque. Aqui cantou, por exemplo, duetos com o maior cantor de todos os tempos, Enrico Caruso. No ano de 1916 voltou a casa, foi seguida pela policia como nacionalista de espionagem. Depois viveu em privado no seu palacete em Stráž nad Nežárkou.


Bedřich Smetana (* 1824 – † 1884)

Compositor. Dedicou-se a composição de diferentes formas musicais, desde composições para piano (Valsas, Humorismos, Danças eslavas) e para instrumentos de arco passando por canções e coros, composições de câmara e concertos, oratórios e cantatas (Stabat Mater, Rekviem), sinfonias e poemas sinfônicos até o opera (Rusalka, Jakobín, Čert a Káča). Nos anos 1892-1895 foi diretor do Conservatório nacional em Nova Iorque.


Antonín Dvořák (* 1841 – † 1884)

Compositor. Dedicou-se à composição de diferentes formas musicais, desde composições para piano (Valsas, Humorismos, Danças eslavas) e para instrumentos de arco passando por canções e coros, composições de câmara e concertos, oratórios e cantatas (Stabat Mater, Rekviem), sinfonias e poemas sinfônicos até a ópera (Rusalka, Jakobín, Čert a Káča). Nos anos 1892 – 1895 foi diretor do Conservatório Nacional em Nova Iorque.

Alfons Mucha (* 1860 – † 1939)

Pintor e gráfico. Viveu em 1888 em paris e nos EUA e em 1910 voltou para Praga. O seu design para produtos, decorações, moveis e jóias e ilustrações de livros constituíam obras supremas de Arte Nova. Os seus cartazes para Sarah Bernhart e os desenhos de jóias para Tiffany são mundialmente conhecidos. O ciclo épico eslavo monumental contém duas dezenas de quadros e está depositado no palácio de Moravský Krumlov (Republica Tcheca).


Jaroslav Heyrovský (* 1890 – † 1967)

O químico físico, laureado com o Premio Nobel da Química (1959). O acadêmico Heyrovsky foi o fundador do Instituto da Polarografia da ČSAV (Academia de Ciências Checa). No ano de 1924 construiu o polarografo – aparelho para o registro automático da curva da relação entre a corrente e a potencia durante a eletrolise de uma solução. Recebeu doutoramentos de honra em muitas universidades (entre outras Dresden, Marseille, Paris, Varsóvia).


František Kupka (* 1871 – † 1957)

Pintor, gráfico, ilustrador pioneiro da pintura abstrata. Os seus quadros não figurativos enfrentam o problema do movimento desde o fásico ao rotativo, harmonia de cores e espaço, construção e movimento de massa orgânica (Menina Com Bola, A Fuga Bicolor). Procurou uma expressão para a ordem na natureza e os seus processos (Primavera Cósmica), mais tarde concentraram-se no abstrato geométrico (Pintura Abstrata).


Bohumil Hrabal (* 1914 - † 1997)

Foi um dos mais importantes escritores tchecos do século XX. Nas suas obras há um claro elemento autobiográfico, pois muito material colhia de suas experiências da vida que via sua imaginação artística descomunal e fantasia transformaram num grotesco original, cheio hipérbole e comicidade. As obras dele conhecidas no Brasil são: Os Trens Estreitamente Vigiados (durante a 2ª Guerra Mundial Hrabal trabalhou como sinaleiro nas ferrovias) e Eu Servi o Rei da Inglaterra. Ambas as obras foram adaptadas para o cinema pelo diretor Jiří Menzel.


Milan Kundera (* 1929)

Escritor, poeta, dramático, tradutor. Começou com poesia, depois contos e romances fundamentados filosoficamente (Risíveis Amores, A Brincadeira, A Valsa dos Adeuses, O Livro do Riso e do Esquecido). O auge das suas obras são os romances A Insustentável Leveza do Ser (1982) e A Imortalidade (1988), reflete sobre os problemas da liberdade interna e externa do homem e da responsabilidade. Outros romances são A Lentidão (1994), A Identidade (1996) e A Ignorância (2000).


Karel Čapek (* 1890 – † 1938)

Escritor, dramático, jornalista, tradutor, estético, filosofo. Autor de romances utópicos (A Fábrica do Absoluto, Krakatit), historia policiais curtas (Contos de Uma Algibeira), dramas uto pico (O Assunto Mkropulos, Da Vida dos Insetos), crônicas de viagem, ensaios, livros infantis (Os Nove Contos, Dášenka, Vida de Um Cachorro). Para a sua peca R. U. R. Inventou a palavra “robot”, que se utiliza até hoje em todo mundo.


Jaroslav Seifert (* 1901 – † 1986)

Poeta recebeu o Prêmio Nobel da Literatura em 1984 (depois de J. Heyrovský, o segundo laureado tcheco com o Premio Nobel). Tornou-se famoso pelos seus poemas expressando a sua admiração pelas belezas e valores do mundo (A Maça do Colo, As Mãos de Vênus). Depois de 1948 passou para segundo plano. Mais tarde refletia sobre a vida e a morte, seus valores e caráter fugidio (Morový sloup, Ser poeta) o que refletiu também na sua autobiografia (Todas as Belezas do Mundo).


Otto Wichterle (* 1913 - † 1998)

Químico, fundador do Instituto de Química Macromolecular de Praga, inventor de nylon e das lentes de contato de gel. Desde 1940 trabalhou em Zlín na empresa Baťa, onde se dedicou ao estudo da poliamida. A produção industrial desta fibra foi iniciada nos anos cinquenta com o nome de nylon. Em 1961, com base na sua descoberta, foram fabricadas as primeiras lentes de contato de gel.


Jiří Kolář (* 1914 - † 2002)

Poeta, artista plástico, tradutor. Depois de 1948 foi-lhe proibido publicar na Tchecoslováquia. Dedicou-se, por exemplo, à poesia experimental (Poemas do Silêncio). Mudou-se para Paris em 1981 e apoiou financeiramente os artistas que não podiam publicar no seu país. Autor de coleções de poemas, por exemplo, Odes e Variações, Mistr Sun sobre a arte poética, Nový Epiktet, Prométheova játra (Fígado de Prometheus).


Miloš Forman (* 1932)

Cineasta, roteirista e ator. Até 1968 filmou na Tchecoslováquia alguns filmes com êxito, característicos pelo olhar crítico e até de humor negro da sociedade. No ano de 1968 mudou-se para os EUA para continuar a sua obra cinematográfica. Um êxito importante perante os espectadores foi a película Přelet nad kukaččím hnízdem (O Vôo Sobre Um Ninho de Cucos). Este filme obteve da Academia de Arte e Ciência Cinematográfica 5 Oscar, inclusive melhor realizador e melhor filme. Também os filmes seguintes tiveram sucesso, dos quais alguns mais por parte dos críticos do que dos espectadores (Valmont). Amadeus obteve 8 Oscar.


Madeleine K. Albright (* 1937)

Política, nascida em Praga, filha de um diplomata tchecoslovaco Josef Korbel. Depois do golpe de estado comunista no ano de 1948 a família exilou-se no EUA. Licenciada pela Universidade de Columbia. Na era dos presidentes Reagan e Bush lecionava na Escola de Relações Exteriores da Universidade de Georgetown. Durante a época do presidente Clinton foi embaixatriz dos EUA na ONU, durante o seu segundo período eleitoral, foi ministra de relações exteriores.


Eva Jiříčná (* 1939)

Arquiteta, desenhista, detentora de prêmios da Associação Americana de Arquitetos e membro do Instituto Real dos Arquitetos Britânicos. Tornou-se famosa pelos desenhos de interiores, escadas, construções metálicas em vidro. Na República Tcheca é autora do projeto de construção da Orangerie no Castelo de Praga e o Hotel Josef. É professora e chefe de atelier de arquitetura na Escola Superior de Artes Industriais me Praga.


Jiří Kylián (* 1947)

Bailarino e coreógrafo. Formado pela Escola Real de Ballet em Londres, coreógrafo e diretor artístico do Nederlands Dance Theater em Haia (Países baixos). Autor das coreografias: Listy důvěrné (Folhas Íntimas), Symfonietta, Glagolská mše (Missa Glagoliana) de Leoš Janáček, Polní mše (Missa Campesina) de Bohuslav Martinů, Padající Andělé (Anjos Cadentes) de S. Reich, Sarabanda de J.S. Bach, entre outros. Laureado com o Prêmio Nižinský para o melhor coreógrafo do ano e pela melhor coreografia do ano 2000.


Bořek Šípek (* 1949)

Arquiteto, desenhista. Suas obras se apresentam nos museus de Nova Iorque, Amsterdam, Paris, Londres, Seul, Beirute, Tóquio, e Bangkok. É o autor de: Museu de Arte Moderno em Den Bosch (Países Baixos), o Centro Comercial em Tóquio (Japão), teve sua exposição no pavilhão de automóveis Škoda em Wolfsburgo (Alemanha). Foi condecorado com o Prêmio Alemão da Arquitetura, com os Prêmios de Arte Aplicada e do príncipe Bernhard (1993). É Cavaleiro da Legião de Honra francesa (1991). Vive em Praga.


Emil Zátopek (* 1922 - † 2000)

O esportista tcheco mais famoso venceu quatro vezes os Jogos Olímpicos, o melhor esportista mundial em 1949, 1951 e 1952. Nas olimpíadas em Helsinki no ano de 1952 ganhou 3 medalhas de ouro nas corridas dos 5 000 e 10 000 metros e na maratona. É portador de 18 recordes mundiais. “Em 1997 foi condecorado o melhor „Atleta do Século XX”.


Ivan Lendl (* 1960)

É um dos melhores tenistas da história e primeiro campeão mundial adolescente (1979). Ficou 270 semanas na tabela mundial, ganhou 94 torneios e 8 Grand Slams. Em 1980 ganhou na Copa Davis com a equipe da Tchecoslováquia. É o melhor tenista tcheco do século XX e desde 2001 o membro do Paraninfo de Tênis. Possui a maior coleção mundial de cartazes de do pintor Alfons Mucha. Vive nos Estados Unidos da América.


Martina Navrátilová (* 1956)

A melhor tenista de todos os tempos, desde 1994 é presidenta da Associação Feminina de Tênis, WTA. Em 1975 emigrou para os EUA. A melhor jogadora do mundo de 1978 – 1979, 1982 – 1986, vencedora de centenas de torneios, dezoito Grand Slams (9 vezes Winbledon). Foi a terceira mulher na história a ganhar o Grand Slam (1984). A melhor desportista do mundo (1983, 1984). Em 1995 terminou a sua carreira profissional, continua a participar em exibições e torneios de pares.


Jaromír Jágr (* 1972)

Jogador de hóquei sobre gelo, considerado o melhor jogador do mundo. Ganhou duas vezes o Stanley Cup nas cores de Pittsburg (1991, 1992). Vencedor olímpico de Nagano, portador de 4 trófeus Art Ross Trophy para o jogador mais produtivo da competição. Portador de dois trófeus Lester B. Pearson Award, portador de Hart Trophy e uma série de outros prêmios.


Vladimír Remek (* 1948)

Foi o primeiro e o único astronauta tcheco. Ao mesmo tempo foi o primeiro estrangeiro a partipar nos vôos espaciais dentro do programa Interkosmos da antiga União Soviética. Na função de cosmonauta-pesquisador da nave Sojuz 28, Remek era membro da tripulação que trabalhou em 1978 no bordo do complexo orbital Saljut 6.